Ano Novo – A sincronia do Amor

31/12/2016

 

Tudo está em sincronia, mesmo quando tudo parece fora de ordem. Os percalços são caminhos para chegar ao amor. Conectamos com o externo com tanta facilidade e o mundo íntimo fica esquecido. Usamos todos os caminhos possíveis para nos encontrarmos, esquecemos que as respostas que buscamos fora estão mais perto que imaginamos: dentro de nós.

 

Muitas vezes nos sentimos exaustos de tanto buscar. Ficamos tontos de tanta insensatez, a insensatez com si mesmo. O foco somos nós, os outros são os outros. Ahhh...  Como distraímos! O ego é perspicaz no quesito disfarce, ele nos protege de nós mesmos. E a vida se faz sutil e passa despercebida, neste momento de procura queremos voltar, e voltar já não é mais possível. Assim, nos resta caminhar.

 

Aí chega um ano novo com sua graça e deleito, e com ele vêm os (re)começos.

Recomeçar é preciso! Quantas vezes fizerem necessário!

 

Ter apreensão perante o novo não é fraqueza, é ser forte! Ser forte é isso, é possuir medos, mas ir em frente!

 

Buscando mais além, usar a força pra sonhar! Os sonhos trazem a esperança. Contudo, se não caminhar não haverá caminho. Sonhos sem ação se tornam em vão.

 

O universo conspira para quem anda.

 

Então, se faz necessário trocar os sapatos, aqueles que não servem mais. Caminhar descalço pelos caminhos da vida. Ande, dance e cante como se o mundo pertencesse a você. O nosso mundo nós criamos, somos responsáveis por ele. Nós temos as tintas, pintemos e lambuzemos.

Comece a perguntar a si mesmo...

 

O que estou fazendo para meu sonho se concretizar? Esse caminho em que me encontro me dará possibilidades para chegar até ele?  Se não, que caminho devo seguir?  

 

Respondendo essas perguntas, não tenha medo! Vá! Não podemos caminhar por ti, podemos lhe dar a mão. Convidamos a caminhar juntos. Vamos?

 

E para você que os sonhos se perderam ao tempo...

 

Não fique triste! Estamos aqui para caminhar juntinhos! Olhe ao seu redor, têm pessoas que seu sorriso pode ser o sonho delas! Comece com um sorriso, a vida sorri todos os dias para ti quando manda o Sol! Ele brilha e não cobra faz apenas para te dar a vida.

 

Comece alegrando sua alma, o que gosta de fazer e com crescer dos anos esqueceu? As suas respostas estão não suas fantasias perdidas.  A vida só faz sentido quando sonhamos e acreditamos no amor. Posso compartilhar algo bem íntimo contigo?

 

É mais fácil não crer no amor, dessa forma podemos deixar as coisas como estão. Muitas vezes o amor exige renúncia, e o ego não quer perder. Ele precisa de algo para satisfazer. Devo lhe confessar que já estive cansada como você, mas não desisti! Posso afirmar que persistir vale a pena. Persistir é não se entregar, é lutar e buscar cada sorriso perdido em meio ao tempo. Cada vez que desistir de um sorriso é de você que estará desistindo. Os sonhos moram e brotam no seu sorriso. A vida não vale nada se não sonhamos. Os sonhos nos fazem transbordar, e quando transbordamos o mundo fica pequeno para nós. Se você está num quarto, lembre-se! Existe um mundo a ser descoberto, ele pode ser a sua inspiração. E se não têm possibilidades agora de sair do quarto, não te esqueças! Pode ser livre também!  Liberdade é questão de estado de espírito, não representa quanto mares desvendamos. Deixe seu espírito dançar e voar ao som dos passarinhos. Deixe-o cantar as notas da vida. Escute com o coração, com o coração se vê almas.

 

Sincronizando com a vida, buscaremos outras almas que buscam sincronizar com o amor. Quer alegria maior é (re)encontrar almas afins? Que o amor e a vida possam estar em equilíbrio hoje, e nos demais anos que se (re)inicia... Busque a vida e estará buscando o amor.

 

             

 

Aline Venâncio faz parte da coordenação do Flor&Ser.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

Nos grandes baús é que moram as joias mais raras

April 30, 2017

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square

© 2016 por Dream Office. Todos os direitos reservados.